Conheça nosso blog
Conheça nosso blog
31Maio
Mecânico está fazendo alterações em carros modificados

Carros modificados: confira os itens que podem ser alterados

Você tem vontade de customizar seu veículo? Se sim, é importante se certificar a respeito do que é permitido na customização, segundo as leis de trânsito. Com o atendimento às normas, você não fica sujeito ao recebimento de multa, nem passa pela situação de ter seu automóvel apreendido. Aliás, ainda contribui para sua segurança e das demais pessoas que compartilham a via. Continue lendo este artigo para entender mais sobre as regras para carros modificados!

Veja o que é aceito para carros modificados!

Em 2021, houve mudanças no Código de Trânsito Brasileiro. Uma delas diz respeito aos veículos customizados. Antes do novo CTB o condutor poderia receber pontos na CNH. Hoje, porém, a modificação veicular que não constar nos documentos poderá terminar em multa e retenção do carro.

Para não sofrer com essas punições, então, é importante conhecer as regras sobre os carros modificados. Confira!

1- Envelopamento e mudança de cor

Uma das customizações mais buscadas é a mudança de cor. Essa é autorizada. Segundo a legislação brasileira, os proprietários de carros modificados que tiverem a alteração realizada em mais da metade da lataria deverão recorrer ao Detran. Será necessário solicitar atualização da cor no Certificado de Registro de Veículo (CRV). Caso a coloração ou envelopamento ocorra em apenas 50% do carro, ou menos, a autorização não será necessária.

2- Alterar o tamanho das rodas

Segundo o CTB, é proibido alterar o diâmetro do conjunto pneu-roda. Portanto, o tamanho dessas partes não pode ser modificado. Porém, pode-se aumentar a roda e diminuir o pneu, por exemplo, desde que o diâmetro do conjunto permaneça inalterado.

3- Insulfilm

Já a respeito do Insulfilm, é permitido apenas que 25% da luz seja bloqueada no vidro dianteiro.

Por outro lado, nos vidros laterais dianteiros, o Contran permite que essa barreira seja de 30%. Para os vidros laterais traseiros há uma limitação de 50% de bloqueio da luz e para o vidro traseiro de 72%.

4- Iluminação

Em relação à iluminação, existe a questão dos faróis de xênon. Caso o proprietário de um veículo leve-o para trocar os faróis originais por esse modelo de luz, este estará infringindo a lei. Isto porque a modificação é proibida no Brasil, desde o século XXI. No entanto, os veículos que possuem faróis xênon de fábrica podem rodar tranquilamente sem riscos de problemas com a lei.

De outra forma, a alteração pelas lâmpadas LED é permitida. No entanto, é indispensável solicitar a aprovação do Detran para que a modificação fique de acordo com a lei. Isto porque o Departamento considera esta uma mudança estrutural.

5- Rebaixamento

Veículos rebaixados de forma incorreta afetam a segurança do motorista, passageiros e demais pessoas. Isso ocorre porque o processo de customização, nesse caso, está ligado às molas e ao sistema de suspensão do carro. Esse é responsável por absorver os choques e diminuir impactos de irregularidades do solo.

Dessa forma, há uma regra rígida para esses carros modificados: deve haver, no mínimo, 10 cm de distância entre o chassi do veículo e o solo. Caso contrário, o proprietário do carro estará sujeito à multa e apreensão do veículo.

Preciso de autorização para realizar a modificação?

É preciso seguir um cronograma antes de iniciar o processo de modificação do carro. Afinal, a customização requer autorização prévia. Veja como consegui-la:

  1. vá ao posto do Detran mais perto de você;
  2. leve seu veículo sem qualquer modificação;
  3. apresente os documentos do carro e os seus, como proprietário;
  4. peça a autorização para as alterações.

Caso a autorização para modificar o veículo seja concedida, você deve se dirigir a um mecânico de confiança. Esse será, então, o responsável por customizar o carro.

Como regularizar um veículo modificado?

Profissionais checam carros modificados na oficina mecânica

  1. Leve o carro modificado em uma oficina credenciada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro);
  2. solicite o serviço de Inspeção do Veículo Modificado para garantir que alterações feitas estão dentro da lei;
  3. lembre-se: se o veículo for aprovado, serão emitidos o Certificado de Segurança Veicular (CSV) e o Certificado de Inspeção (CI);
  4. reúna os documentos e apresente-os ao Detran para que a informação sobre a customização conste nos documentos do veículo.

Conte com a Rede CSV!

Deseja que seu veículo entre na classificação dos carros modificados? Conte conosco! Após a realização da modificação, entre em contato e agende uma Inspeção! Ela é essencial para a regularização do veículo, bem como para manter a segurança. Ligue para (21) 3952-6092 ou fale conosco via WhatsApp e faça seu orçamento com uma oficina autorizada pelo Inmetro!

Este artigo lhe foi útil? No blog da Rede CSV nós já falamos sobre como tirar adesivo de carro sem prejudicar a lataria, função das luzes do carro, câmbio automático, entre outros. Visite!

 

 

Compartilhe:

Posts RecentesCategoriasTags