Conheça nosso blog
Conheça nosso blog
23Out
Mecânico mexe no veículo para trocar o pivô de suspensão

Como saber a hora certa de trocar o pivô de suspensão?

O pivô é uma das peças de suspensão que pode ser encontrada, em geral, no eixo dianteiro do veículo. Esse posicionamento depende exclusivamente do modelo do automóvel. A função dele é fazer a conexão entre as partes fixas com as móveis do veículo. Em outras palavras, permitir que o chassi e as rodas, por exemplo, se comuniquem sem interrupções. Nesse passo, fica a pergunta: quando será a hora certa de trocar o pivô de suspensão? Pensando em respondê-la, a Rede CSV preparou este artigo! Continue a leitura e veja tudo o que é preciso saber sobre essa peça.

Pivô de suspensão: o que é preciso saber sobre ele?

O pivô de suspensão também pode ser chamado de “pino esférico” ou “articulação”. Ligado com as mangueiras do carro, ele é o componente do sistema que mais sofre com os impactos ocasionados por buracos na pista.

Na sequência, separamos a composição deste item, os tipos e quais são as situações em que a única saída é trocar o pivô de suspensão. Confira!

Composição

A composição do pivô de suspensão é bem simples. Sua formação é separada em duas partes que atuam com diferentes funções. A razão, nesse sentido, é propiciar a transmissão de mensagem para diferentes áreas do veículo. Assim, enquanto as rodas sobem ou descem, por exemplo, nenhuma espécie de força é feita sobre esse item se a manutenção estiver em dia.

Separamos as principais partes do pivô e suas funções:

  • coifa de borracha: liga-se ao pino de aço para proteger a graxa existente no local;
  • bucha de poliacetal: pode ser encontrada dentro do corpo de aço do pivô, que concede estabilidade térmica ao objeto.

Tipos de pivô

Quando o objetivo é trocar o pivô, conhecer a composição do item e os tipos é essencial. Em relação a esse último, no mercado, podem ser encontrados diversos modelos:

  • rebitados: considerados o tipo mais complexo por ter ligações diversas ao longo da peça;
  • regulagem de caster: tem formato “meia lua”. Uma parte liga-se na cambagem e outra, mais curvada, fica associada ao cáster;
  • blindados: é facilmente reconhecido por ter formato “chapado”. Ou seja, não sobressai em relação à bandeja de suspensão, local onde fica posicionado.

Na maior parte das vezes, quando for trocar o pivô de suspensão, a substituição pode ser realizada sem que envolva as bandejas ou braços do sistema. Assim, esse fator representa uma grande economia!

Quando é o momento ideal para trocar o pivô de suspensão?

Carros em fila durante o processo de trocar o pivô de suspensão

Agora que você já entendeu quais são os componentes e os tipos do pivô de suspensão, podemos falar quais são os casos onde a substituição é recomendada.

Nesse sentido, vale destacar que trocar o pivô de suspensão é uma atitude que deve ser tomada sempre que a coifa estiver rasgada ou com folga. Isso colabora para a perda da lubrificação do material e abre passagem para o contato com elementos externos. Além disso, qualquer nível de folga pode comprometer a dirigibilidade do veículo. Para isso, basta lembrar que o pivô faz a ligação entre as rodas e a parte fixa do automóvel.

Em casos onde a suspensão apresenta barulho ou desgaste irregular dos pneus também é recomendada a troca do pivô.

Gostou do nosso artigo sobre o momento certo para trocar o pivô de suspensão? A Rede CSV conta com profissionais qualificados em inspeção veicular!

Em nosso blog, encontre outros artigos com temas relacionados a este! Não deixe de ver quais são os possíveis prejuízos de rebaixar o carro, como evitar fumaça preta, o que se esperar de uma empresa de inspeção para veículos e muito mais!

 

Compartilhe:

Posts RecentesCategoriasTags